top of page

Qual foi a última vez que você aproveitou o momento com calma?

Vivemos em momento onde o rápido é enaltecido, viver correndo sem aproveitar os detalhes, de alguma maneira se tornou algo positivo. Eu acredito que esse estilo de vida não é sustentável, por experiência própria. Tentei viver em um ritmo que não era meu, sempre atrasada e só cumprindo demanda e isso impactou negativamente o meu processo criativo.


Logo após um momento complicado do ano de 2020 — que foi muito complicado — fui convidada por um amigo para visitar uma reserva aqui na cidade. Moro na periferia, e como você deve saber é bem complicado encontrar momentos de paz. Logo quando cheguei, fiquei encantada! Era uma reserva com muitas plantas, árvores e uma cachoeira. Aquele lugar calma estava no meio de um bairro considerado perigoso e sem probabilidades de se encontrar a calma.


Lendo o livro “A vida secreta das árvores” encontrei tantas características incríveis que as árvores podem nos ensinar, entre ela a característica de crescer devagar sendo intencional e um processo sustentável. Mais importa o processo de crescimento, indo devagar e com calma. Ali, naquele momento, percebi que as árvores crescem e se desenvolvem no tempo dela, sem se preocupar, mas sendo firme em suas raízes. E é assim que quero ser, é assim que quero o meu processo criativo. A coleção "CRIALMA" foi desenvolvida com a percepção da jornada, onde todo conceito é traduzido através das artes:


1. CONEXÃO COM SUAS RAÍZES

Como já falei, as árvores são firmes e conseguem se desenvolver por firmarem suas raízes. Elas sabem quem são, sabem seus propósitos. Devemos saber quem nós somos, nossa identidade. O autoconhecimento está alinhado à criatividade.

2. TRANSFORMAÇÃO

Estamos em constantes mudanças, sempre precisamos sair do nosso conforto. Isso foi traduzido pela borboleta, o que eu amo na borboleta é que enquanto ela está no casulo ela está se transformando, é um processo que só ela conhece. Mas chega o momento da transformação e ela se torna no que ela nasceu para ser. E assim somos nós, precisamos aproveitar os processos, aproveitar as oportunidades de transformação.

3. APROVEITE A JORNADA

Precisamos de uma bússola que nos guie neste caminho, e precisamos aproveitar a jornada e não apenas o destino final.

4. CRIE COM O QUE VOCÊ TEM

Um dos empecilhos que sempre nos colocamos é que não temos o material perfeito, a ferramenta de última geração para conseguirmos criar. Mas a criatividade não é sobre a ferramenta, mas aproveitar o que você tem em mãos agora. Representei isso através do lápis, ele é simples e acessível. Gosto de pensar que uma pessoa com um lápis nas mãos é capaz de gerar uma grande transformação. Vamos criar com o básico?


Me conta, qual seu momento #CRIALMA ?

24 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page